Actualização: Comparação de tarifas de electricidade (2012)

No final de Abril, publicámos um artigo em que comparávamos as tarifas de electricidade existentes no mercado. O artigo reportava à oferta que me tinha sido divulgada até à data de publicação do artigo por Internet, email ou telefone. Esta semana, a Galp Energia lançou uma nova campanha – Galp On – que traz algo de novo no que toca à oferta e, de certa forma, altera algumas das conclusões do artigo anterior. Por isso, vamos incluir as contas para este novo tarifário e, se necessário, actualizar as nossas conclusões.

Galp Energia – Galp On

O tarifário Galp On tem vários planos disponíveis. Para a comparação com outros tarifários ser justa, vamos excluir os planos Comfort que incluem serviços adicionais.

Assim, o plano simples contempla descontos sobre o preço final com IVA (o que é uma novidade na oferta existente) do termo fixo (potência) e do termo variável (consumo). Estes descontos não se aplicam a taxas, contribuições audio-visuais, impostos e outros itens que possam estar na factura.

Contratação do serviço de electricidade

Para quem contratar apenas o serviço de electricidade, o desconto oferecido é de 2% sobre o preço final com IVA. Aqui ficam as contas:

\text{Custo consumo} = 3694 \text{ kWh} \times 0,1393 \text{ EUR} = 514,57 \text{ EUR}
\text{Custo potencia} = 364\text{ dias} \times 0,1748 \text{ EUR} = 63,63 \text{ EUR}
\text{Total custos s/ IVA} = 514,57 \text{ EUR} + 63,63 \text{ EUR} = 578,20 \text{ EUR}
\text{Total custos c/ IVA} = 578,20\text{ EUR} + 23 \% = 711,19 \text{ EUR}
\text{Total custos c/ IVA + Desconto} = 711,19\text{ EUR} - 2 \% = 696,97 \text{ EUR}

CONTRATAÇÃO DOs SERVIÇOs DE ELECTRICIDADE e Gás

Se o caso anterior é pouco interessante, este já envolve um desconto directo de 5% sobre o preço final da factura de electricidade e um desconto indirecto na factura do gás nos mesmos moldes. Neste caso, vamos considerar como referência o nosso consumo de gás anual que foi de 2007 kWh.

\text{Custo T. Fixo} = 364 \times 0,0590\text{ EUR} = 21,48 \text{ EUR}
\text{Custo Consumo} = 2007 \times 0,0661\text{ EUR} = 132,67 \text{ EUR}
\text{Total Custos c/IVA} = (21,48 + 132,67) + 23\% = 189,60 \text{ EUR}
\text{Desconto indirecto} = 189,60 \times 5\% = 9,48 \text{ EUR}

Falta calcular contudo, o desconto de 5% referente aos gastos de electricidade. Aproveitando os cálculos que já tínhamos realizado para o desconto de 2%, temos:

\text{Total custos c/ IVA + Desconto} = 711,19\text{ EUR} - 5 \% = 675,63 \text{ EUR}

Aplicando o desconto indirecto da tarifa de gás, fica:

\text{Total custos c/ IVA + Descontos directo e indirecto} = 675,63 - 9,48 = 666,15\text{ EUR}

Resumindo e actualizando…

A tabela que tinhamos apresentado no artigo anterior passa agora a ter o seguinte aspecto:

Os cálculos dos restantes tarifários encontram-se disponíveis no artigo original.

Conclusões (actualização)

As alterações relativamente ao artigo original encontram-se rasuradas (ABC) para melhor compreensão do que mudou.

Antes de mais, convém referir que isto é um estudo aplicado ao nosso caso familiar. Lembre-se sempre que as conclusões aqui retiradas não são universais. Para todos os casos, é preciso fazer contas e comparações. Se tiver dúvidas, deixe um comentário que terei todo o gosto em ajudar.

No nosso caso, é um facto que compensa manter a nossa tarifa actual – tri-horária EDP Serviço Universal – enquanto for possível. A poupança anual é significativa (26,03€ 39,43€) face à oferta da Galp Energia Endesa - actualmente, a mais económica do mercado livre.

Dentro do mercado liberalizado, a oferta do Plano EDP Continente foi a que ofereceu um saldo final mais baixo, embora recorra a descontos indirectos (talões de desconto) que têm de ser efectivamente usados para este custo ser real. Contudo, esta oferta deixou de estar disponível a 31 de Março.

Actualmente, no mercado liberalizado, é a Galp Energia Endesa que oferece o custo final mais baixo, e sem recorrer embora recorrendo a descontos indirectos. Para quem mantém a tarifa simples da EDP Serviço Universal e Comercial, será interessante fazer as contas e perceber se não vale a pena mudar. A campanha da Galp Power oferece um desconto anual muito pouco significativo.

Para quem ainda detém os tarifários da EDP Serviço Universal baseados no horário de consumo (bi e tri-horária), desconfio (porque falta fazer as suas contas), que lhe interessa manter esse tarifário enquanto for possível. Se concentrar o consumo de electricidade nos horários mais económicos, as poupanças são sempre superiores a qualquer das ofertas do mercado liberalizado.

Ainda sobre o artigo original, faltou referir que existem outros fornecedores no mercado, nomeadamente, a EGL – Energia Ibérica, a Iberdrola e a gasNatural Fenosa. Contudo, actualmente, a oferta destes fornecedores ainda está direccionada para o segmento empresarial ou então, a informação disponível sobre a oferta residencial é limitada.  (Nota: a Iberdrola faz referência no seu sítio na Internet a um tarifário – Bem-vindo a casa –  com 10% de desconto sobre o termo fixo; falta saber se o desconto aplica-se ao IVA ou não.) Daí não termos incluído nenhum tarifário destes operadores. Se entretanto tiver conhecimento de uma oferta comercial destes operadores para o segmento residencial, por favor, deixe um comentário com informações. Obrigado.

Falta ainda referir uma ferramenta disponibilizada pela ERSE que permite fazer a pesquisa do melhor tarifário. O simulador de comparação de preços no mercado permite perceber qual a melhor tarifa no mercado, contudo até à data não tinha informação do novo tarifário da Galp Energia. A informação poderá estar desactualizada.

Por fim, relembro novamente que este exercício aplica-se à nossa situação familiar e situações de consumo similares. Tentei explicar as contas para que possa aplicá-lo ao seu caso específico. Em função do seu prestador de serviço de electricidade e de gás, da potência contratada, do seu volume de consumo, da sua localização geográfica os valores poderão ser diferentes e, consequentemente, as conclusões também. Tenha isso em atenção. Se tiver dúvidas, deixe um comentário que terei todo o gosto em ajudar.

13 pensamentos em “Actualização: Comparação de tarifas de electricidade (2012)

  1. Pingback: Comparação de tarifas de electricidade para 2012 | Suaves prestações...

  2. Parabéns. Excelente artigo e com contas certas. O seu perfil de consumo dá-lhe na tri-horária o equivalente a uma tarifa com custo por KWh = 0,119€, ou seja, paga 0,119/0,1393 = 85% do preço da tarifa simples regulada (desconto 15%). De facto não lhe compensa mudar já (em Maio) para o Galp On 5%+5%.

    No meu caso, estou em bi-horária com perfil 35% em vazio, o meu custo/KWh equivalente está em 0,13€ => 93.3% do preço da tarifa simples regulada (desconto 6.7%).

    Para clientes que tenham um perfil de gasto gás/electricidade de cerca de 1/3 (e consumo à volta dos 50EUR), o desconto “comparável” proporcionado pelo Galp On 5%+5% é 5%+~0,5%+1,66% ~ 7,2%. Ou seja, mesmo para clientes bi-horários, com um perfil à volta do meu, 35% vazio, compensa-lhes mudar para o Galp On, embora residualmente (ganho inferior a 5EUR/ano). É exactamente o que indica o simulador no site http://www.galpon.pt/simulador.php

    E quando mudar ? Se queremos optimizar ao detalhe, há que ter em conta que:
    a) a tarifa bi-horária e tri-horária acabam a 31.Dez.2012, passando a imperar a tarifa transitória que será igual ou superior à simples regulada (superior, com grande certeza).
    b) o Galp On (5%+5%) dá o desconto durante um ano,
    c) Essa campanha dura até 30 de Junho 2012

    Concluindo, diria que o correcto é:
    - para quem tem tarifas bi-horárias ou tri-horárias, mudar o mais próximo de 30.Junho.2012 possível. Mas não esperar pelo 2º semestre, senão só terão desconto até ao fim do ano, assumindo que não haverá campanhas no 2º semestre.
    - para quem tem tarifas simples, mudar já.

    O que me fazem as insónias…

    Gosto? Thumb up 3 Thumb down 0

    • Pedro,

      Obrigado pelo seu comentário. A perspectiva que refere no seu texto é muito interessante e completa o artigo adicionando-lhe outra abordagem em relação às contas a fazer. De facto, para quem não tira partido até certo ponto das tarifas bi e tri-horária pode ser compensador mudar já.

      Relativamente ao momento para mudar, apenas podemos especular sobre o futuro. Acho que vou arriscar e manter esta tarifa até ao fim do ano. Desconfio que nessa altura deverá surgir mais uma vaga de campanhas para conquistar os consumidores que já não podem manter as tarifas baseadas no horário sem a penalização. Vamos a ver se o mercado livre tem efeitos positivos em termos de concorrência e de preços…, oxalá!

      Cumprimentos,

      Miguel

      Gosto? Thumb up 1 Thumb down 0

      • Caro M. Figueiredo,
        queria antes de mais felicitá-lo pelo excelente artigo…
        Só queria introduzir uma nota que é o seguinte:
        Sou cliente Endesa e tenho a tarifa simples com 3,45 kVA… e não sei porquê (já que o contrato não fez um ano) desde o início do ano de 2012 que o desconto de 5% do KWh foi-se, ou seja, em vez dos 0,1326 EUR passei a pagar os 0,1393 EUR… Não sei se isso só aconteceu comigo (duvido). Deve ter sido mais uma das novas medidas de 2012… enfim… sendo assim… penso que os cálculos para quem tem Endesa terão que ser reformulados… :) Cumprimentos e resta-me dizer que em princípio vou mudar para a Galp On :)

        Gosto? Thumb up 1 Thumb down 0

        • André,

          Obrigado pelo seu comentário. No que toca ao problema de facturação da Endesa que indica, é um facto que algo está mal dado que o período promocional de um ano ainda não acabou. Para reaver o dinheiro cobrado em excesso, recomendo apresentar uma reclamação por escrito junto da Endesa através do Escritório on-line. Segundo o sítio da Endesa, as reclamações têm sempre uma primeira resposta num prazo de 48 horas. Se mesmo assim, o problema não ficar resolvido, a ERSE também tem um local para reclamações no seu sítio da Internet. Sendo sócio ou não da DECO, também pode dar conhecimento a esta entidade desta situação. É uma forma de estarem mais alertas a estas situações e criarem alguma pressão junto da Endesa.

          No entanto, a publicidade no sítio da Endesa mantém a referência à tarifa promocional, pelo que, para já, vou assumir que esta mantém-se disponível para novos clientes.

          Mesmo cessando o contrato com a Endesa e passando para a Galp On, o que me parece uma atitude positiva do ponto de vista económico, não deixe de reclamar o que é seu.

          Mais uma vez, obrigado.

          Cumprimentos,

          Miguel

          Gosto? Thumb up 0 Thumb down 0

          • Atenção, André deve consultar o seu contrato e verificar se o desconto de 5% era no consumo ou na potencia contratada. Também deve verificar o prazo da promoção…
            Proponho que consultem a Iberdrola, está com 10% no consumo e parece-me ser uma excelente oferta.

            Gosto? Thumb up 1 Thumb down 0

  3. Miguel,

    Liguei para e Endesa e disseram-me que a partir de 2012 foi a ERSE ao regular as tarifas que “obrigou” a que o preço do KWh fosse igual para todos… Tentei contactar a ERSE para saber da veracidade destes factos mas ainda não consegui obter resposta.

    Cumprimentos,
    André

    Gosto? Thumb up 0 Thumb down 0

    • André,

      Fez bem em contactar a Endesa porque assim deu um primeiro passo para o esclarecimento desta situação. Contudo, a argumentação da Endesa é válida até certo ponto, ou seja, os preços regulados são determinados pela ERSE que os actualiza anualmente. Assim, mesmo que o valor tenha aumentado, deveria aplicar-se sobre o novo valor o desconto de 5% (pelo menos, é o que eu deduzo da promoção).

      Como esta situação pode gerar alguma confusão, queria lhe deixar uma questão: quanto é que está a pagar por kWh? Esse valor (preço kWh sem IVA) deverá estar indicado na sua factura.

      Cumprimentos,

      Miguel

      Gosto? Thumb up 0 Thumb down 0

  4. agradecia a vossa ajuda, pago cerca de 80 euros de electricidade à edp, de 2 em 2 meses, com tarifa bi-horária. E 50 de gás à galp, de 2 em 2 meses.em principio vou ter de alterar, podem sugerir-me qual o pacote mais vantajoso?
    obrigado

    Gosto? Thumb up 0 Thumb down 0

  5. Pingback: Actualização 2: Comparação de tarifas de electricidade para 2012 | Suaves prestações...

  6. Boas, quanto a mim é de aproveitar os 10% durante 12 meses, depois é estar atento e 2 meses antes de terminar o contrato, se assim for o caso, mudar para outro operador mais benéfico. Cump.
    Mário

    Gosto? Thumb up 0 Thumb down 0

Deixar uma resposta