Comparação de tarifas de electricidade (2012)

Importante: Este artigo foi entretanto actualizado. Clique aqui para ir para o artigo mais recente.

Recentemente fui contactado pela Galp Power para apresentação da sua oferta comercial de gás e electricidade no âmbito do mercado livre. Já há uns meses atrás também tinha recebido um contacto da Endesa e da EDP, relativamente ao Plano EDP Continente. Porque no meio de tantos descontos oferecidos é difícil compreender quem tem a melhor oferta, decidi fazer as contas para o nosso caso caseiro. Se quiser acompanhar, fica a receita que mais tarde poderá aplicar ao seu caso pessoal.

Determinar um consumo de referência

O primeiro passo para podermos comparar as ofertas é determinar o nosso padrão de consumo. O nosso consumo de electricidade é determinado por vários factores, como a luz ou a temperatura ambiente, associados em parte às estações do ano. Por isso, para termos uma visão geral do nosso padrão de consumo, será recomendável analisar as facturas dos últimos 12 meses (ou pelo menos, quanto maior o período, melhor).

Neste passo, interessa saber 3 dados. Primeiro, o número de quilowats-hora (kWh) consumido ao longo do ano. Segundo, o número de dias a que reporta o período contabilizado. E, por último, a potência contratada. Porquê? Porque o cálculo do preço da electricidade comporta 2 parcelas: um termo variável que contabiliza o número de kWh efectivamente consumidos e um termo fixo que varia em função da potência contratada e  que é multiplicado pelos dias de prestação do serviço. Consultando a secção de consumos da área de cliente, que o meu actual prestador disponibiliza (EDP Universal) fiquei a saber que entre 18 de Março de 2011 e 16 de Março de 2012 – um período de 364 dias – consumimos cá por casa 3694 kWh. A potencia instalada é de 3,45 kVA. Todos estes dados também podem ser consultados nas facturas de electricidade.

A ERSE e as suas tarifas

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos determinou para 2012 um conjunto de tarifas de venda de electricidade a clientes finais que o próprio mercado liberalizado utiliza como referência para os seus cálculos. Por isso, é importante termos estas tarifas em consideração.

Antes de começarmos a fazer as contas, é importante anotar alguns valores, nomeadamente, o preço/dia para a potência contratada de 3,45kVA que é de 0,1748 € e o preço do kWh na tarifa simples que é de 0,1393 €.

EDP Serviço Universal – Tarifa Simples (Mercado regulado)

Se consultarmos o sítio da EDP Serviço Universal, constatamos que neste momento estão a ser praticados os preços regulados pela ERSE, ou seja, vamos assumir os valores recolhidos anteriormente e fazer as contas. Assim,

\text{Custo consumo} = 3694 \text{ kWh} \times 0,1393 \text{ EUR} = 514,57 \text{ EUR}

\text{Custo potencia} = 364\text{ dias} \times 0,1748 \text{ EUR} = 63,63 \text{ EUR}

\text{Total custos s/ IVA} = 514,57 \text{ EUR} + 63,63 \text{ EUR} = 578,20 \text{ EUR}

\text{Total custos c/ IVA} = 578,20\text{ EUR} + 23 \% = 711,19 \text{ EUR}

No total, se tivéssemos esta tarifa durante os 364 dias e consumíssemos 3694 kWh, pagaríamos 711,19 € ao fim de, aproximadamente, um ano.

EDP Comercial – edp casa – Tarifário simples (Mercado Livre)

Os preços praticados actualmente pela EDP no mercado livre são idênticos ao do mercado regulado, ou seja, num ano o custo da electricidade para o tarifário edp casa é 711,19 €.

Plano EDP Continente

Para quem aderiu a este tarifário, disponível até 31 de Março, ficam aqui os cálculos do impacto dos 10% de desconto apenas para efeitos comparativos. Os 10% apenas se aplicam sobre o total do custo da potência e do consumo sem IVA. Os preços base são novamente os regulados pela ERSE. Fazendo as contas, temos:

\text{Desconto} = 578,20\text{ EUR} \times 10 \% = 57,82 \text{ EUR}

\text{Total custos c/ IVA - Desconto} = 711,19 - 57,82 = 653,37 \text{ EUR}

Para quem se der ao trabalho de usar todos os talões de desconto nas lojas Continente, no total, ao fim de um ano, o saldo da factura da electricidade será de 653,37 €.

Endesa – Tarifa poupança

A Endesa oferece durante um ano, 5% de desconto sobre os custos de consumo (sem IVA). Mais uma vez, a tarifa de referência é a da ERSE. As contas são as seguintes:

\text{Custo kWh Endesa} = 0,1393\text{ EUR} - 5 \% = 0,132335 \text{ EUR}

\text{Custo consumo} = 3694 \text{ kWh} \times 0,132335 \text{ EUR} = 488,85 \text{ EUR}

\text{Custo potencia} = 364\text{ dias} \times 0,1748 \text{ EUR} = 63,63 \text{ EUR}

\text{Total custos s/ IVA} = 488,85 \text{ EUR} + 63,63 \text{ EUR} = 552,48 \text{ EUR}

\text{Total custos c/ IVA} = 552,48 \text{ EUR} + 23 \% = 679,55 \text{ EUR}

 Galp Power - Campanha “Gás&Eletricidade”

A Galp Power oferece um desconto de 5% sobre o custo da potência da electricidade, e também, uma redução de 15% sobre o termo fixo do custo do gás. Para isso, tem de ter a Galp Power como prestadora de ambos os serviços – gás e electricidade.

\text{Custo dia Galp Power} = 0,1748\text{ EUR} - 5 \% = 0,1661 \text{ EUR}

\text{Custo consumo} = 3694 \text{ kWh} \times 0,1393 \text{ EUR} = 514,57 \text{ EUR}

\text{Custo potencia} = 364\text{ dias} \times 0,1661 \text{ EUR} = 60,46 \text{ EUR}

\text{Total custos s/ IVA} = 514,57 \text{ EUR} + 60,46 \text{ EUR} = 575,03 \text{ EUR}

\text{Total custos c/ IVA} = 575,03 \text{ EUR} + 23 \% = 707,29 \text{ EUR}

 Desconto de 15% no termo fixo do gás natural

Este desconto obriga-nos a fazer parte do cálculos que fizemos para a electricidade para o gás também. Neste caso, apenas nos interessa quantificar o custo do termo fixo que está relacionado com o número de dias de prestação do serviço. Depois de verificar na factura do gás natural, o preço por dia do termo fixo é de 0,0590 para o escalão 0-220 m3/ano.

\text{Custo dia Gas} = 0,0590\text{ EUR} - 15 \% = 0,0502 \text{ EUR}

\text{Custo T. Fixo s/ desconto} = 364 \times 0,0590\text{ EUR} = 21,48 \text{ EUR}

\text{Custo T. Fixo c/ desconto} = 364 \times 0,0502\text{ EUR} = 18,27 \text{ EUR}

\text{Valor Desconto c/IVA} = (21,48 - 18,27) + 23\% = 3,95 \text{ EUR}

Logo o saldo final tendo em conta o desconto oferecido na factura do gás é de  707,29 - 3,95 = 703,34.

EDP Serviço Universal – Tarifa tri-horária semanal – a nossa tarifa actual

Falta apenas fazer as contas para saber se vale a pena alterar a nossa tarifa actual. A nossa tarifa actual é a tri-horária semanal, da EDP Serviço Universal, que em breve vai desaparecer. Contudo, é importante saber se vale a pena conservá-la enquanto for possível. Actualmente, a nossa proporção dos três horários é o seguinte:

  • Horário Vazio (0,0833€/kWh): 41%
  • Horário Ponta (0,1706€/kWh): 18%
  • Horário Cheio (0,1442€/kWh): 41%
Neste caso, vamos estimar os custos anuais utilizando esta proporção. Aqui ficam as contas:
\text{Total Vazio} = 3694 \times 41 \% \times 0,0833 \text{ EUR} = 126,96 \text{ EUR}
\text{Total Ponta} = 3694 \times 18 \% \times 0,1706 \text{ EUR} = 109,59 \text{ EUR}
\text{Total Cheio} = 3694 \times 41 \% \times 0,1442 \text{ EUR} = 220,21 \text{ EUR}
\text{Custo consumo} = 126,96 + 109,59 + 220,21 = 456,79 \text{ EUR}

\text{Custo potencia} = 364\text{ dias} \times 0,1748 \text{ EUR} = 63,63 \text{ EUR}

\text{Total custos s/ IVA} = 456,79 \text{ EUR} + 63,63 \text{ EUR} = 520,42 \text{ EUR}

\text{Total custos c/ IVA} = 520,42 \text{ EUR} + 23 \% = 640,12 \text{ EUR}

Ou seja, com o nosso tarifário actual o custo anual é de 640,12 €.

Resumindo…

Para o nosso caso específico, fizemos a seguinte tabela:

Aqui podemos ver a diversidade de estratégias comerciais dos vários operadores. Alguns oferecem descontos directos, como é o caso da Endesa, outros de forma indirecta, como é o caso do Plano EDP Continente e da Galp Power.

Conclusões

Antes de mais, convém referir que isto é um estudo aplicado ao nosso caso familiar. Lembre-se sempre que as conclusões aqui retiradas não são universais. Para todos os casos, é preciso fazer contas e comparações. Se tiver dúvidas, deixe um comentário que terei todo o gosto em ajudar.

No nosso caso, é um facto que compensa manter a nossa tarifa actual – tri-horária EDP Serviço Universal – enquanto for possível. A poupança anual é significativa (39,43 €) face à oferta da Endesa – actualmente, a mais económica do mercado livre.

Dentro do mercado liberalizado, a oferta do Plano EDP Continente foi a que ofereceu um saldo final mais baixo, embora recorra a descontos indirectos (talões de desconto) que têm de ser efectivamente usados para este custo ser real. Contudo, esta oferta deixou de estar disponível a 31 de Março.

Actualmente, no mercado liberalizado, é a Endesa que oferece o custo final mais baixo, e sem recorrer a descontos indirectos. Para quem mantém a tarifa simples da EDP Serviço Universal e Comercial, será interessante fazer as contas e perceber se não vale a pena mudar. A campanha da Galp Power oferece um desconto anual muito pouco significativo.

Para quem ainda detém os tarifários da EDP Serviço Universal baseados no horário de consumo (bi e tri-horária), desconfio (porque falta fazer as suas contas), que lhe interessa manter esse tarifário enquanto for possível. Se concentrar o consumo de electricidade nos horários mais económicos, as poupanças são sempre superiores a qualquer das ofertas do mercado liberalizado.

Por fim, relembro novamente que este exercício aplica-se à nossa situação familiar e situações de consumo similares. Tentei explicar as contas para que possa aplicá-lo ao seu caso específico. Em função do seu prestador de serviço de electricidade e de gás, da potência contratada, do seu volume de consumo, da sua localização geográfica os valores poderão ser diferentes e, consequentemente, as conclusões também. Tenha isso em atenção. Se tiver dúvidas, deixe um comentário que terei todo o gosto em ajudar.

Importante: Este artigo foi entretanto actualizado. Clique aqui para ir para o artigo mais recente.

2 pensamentos em “Comparação de tarifas de electricidade (2012)

  1. Pingback: Actualização: Comparação de tarifas de electricidade para 2012 | Suaves prestações...

  2. Bom trabalho, estou com o mesmo problema de decisão, pois como tenho o Bi-Horário não sei o que fazer, no entanto a Edp, também lançou 10% para o gás e 2% para a luz, não sei se vale a pena, mas creio que vou esperar mais um pouco.

    Gosto? Thumb up 3 Thumb down 0

Deixar uma resposta