Carro usado

Partilha: como vendemos o nosso carro usado

O carro

O nosso carro usado, um Peugeot 206 SW, comprado com muito esforço pela minha esposa quando ainda namorávamos estava a precisar de uma reforma. Com duas crianças, a bagageira do nosso carro (que até é generosa) enchia-se em 3 tempos sempre que tínhamos de ir para algum lado. Daí termos considerado trocá-lo quando surgisse uma oportunidade. Essa oportunidade surgiu com um pequeno comentário do mecânico na última revisão: “Está a chegar a hora de mudar a correia de distribuição”. O preço envolvido criou uma motivação para vender o carro.

O anúncio

Preparar o anúncio não foi trigo limpo. Nesta fase, há que fazer alguma investigação para construir um anúncio interessante e atractivo.

O preço

Para chegarmos a um preço que consideramos justo avaliamos várias variáveis. O ponto de partida foi o valor atribuído pela seguradora ao veículo. Por outro lado, investigamos sítios na Internet de anúncios com carros idênticos ao nosso, tendo em conta a marca e o modelo, a quilometragem, o ano de origem, motorização (diesel, gasolina, etc.) e acessórios-chave (por exemplo, ar condicionado, rádio com leitor de CD’s).

É difícil encontrar um valor certo, por isso, recomendo a definição de um intervalo:

  • um preço máximo: que é o valor pelo qual vamos iniciar o processo.
  • um preço mínimo: o valor pelo qual não estamos dispostos a vender o carro se for abaixo.

A Divulgação

Como forma de divulgação recorremos a sítios na internet especializados em anúncios gratuitos. No nosso caso, usamos vários: o Ocasião, o Custo Justo, o OLX e o Sapo Auto. Em todos, é necessário criar uma conta juntamente com o anúncio sendo que não há qualquer custo ou comissão associada.

Na construção do anúncio, recomendo que faça alguma pesquisa antes de construir o seu. Alguma informação que deve incluir:

  • Ano de construção;
  • Quilómetros
  • Tipo de caixa
  • Combustível
  • Fabricante e Modelo
  • Cor

Coloque fotografias q.b. do carro ocultando sempre a matrícula. Se tiver danos visíveis, identifique-os no texto e com fotografias. A minha experiência diz que dizer a verdade compensa pois ajuda a estabelecer uma base de confiança entre vendedor e comprador.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *